15.10.18

Domingo 21 de Outubro


O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, tem o prazer de anunciar que vai apresentar no próximo dia 21 de Outubro, Domingo as 18h30 , um espetáculo com:
SÁVIO ARAÚJO
 THE EXPERIMENTAL JAZZ TRIO

Sávio Araújo                    Saxes
Zé Eduardo                      Contrabaixo
Marcelo Araújo                Drums
Durante os espectáculos de música ao vivo, ao 1º consumo, aplica-se uma majoração de 5.00€ (cinco euros) para cada consumidor.

8.10.18

Domingo 14 de Outubro


O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, tem o prazer de anunciar que vai apresentar no próximo dia 14 de Outubro, Domingo as 18h30 um espectáculo com :
Nebuchdnezzar Group

Cláudio Alves                   Guitarra e Voz
Hugo Santos                        Contrabaixo
João Ferreira                      Piano e Teclados
Maximiliano Llanos       Bateria 
Nebuchdnezzar Group, um projeto de jazz contemporâneo de quatro músicos portugueses: João Ferreira (piano e teclados), Hugo Santos (Contrabaixo), Cláudio Alves (guitarra) e Maximiliano Llanos (bateria), que existe desde 2014, todos com percursos diferentes em diversas áreas da música.

Neste projeto o grupo encontra um dos caminhos mais relevantes para a expressão musical de cada um dos membros.

“O que nos motiva é querer chegar às pessoas com a nossa arte e participar no desenvolvimento da cultura.”

Nebuchadnezzar Group teve o seu início como projeto musical na região do Algarve com um importante desenvolvimento em Lisboa.
“A nossa música é muita coisa. Há uma liberdade enquanto grupo. Estamos dispostos a explorar os mais diversos timbres e texturas”.
Atualmente o grupo já conta um álbum editado e volta á estrada para apresentar uma nova rodada de temas que serão lançados no próximo álbum “Travellers”. Os temas novos que serão apresentados trazem uma sincera maturidade musical do grupo. Algumas características de estilos como o Drum n’ Bass e o Rock podem ser encontradas na interpretação dos temas, tornando o concerto num desabafo de influências.
O concerto continua a contar com vários elementos do Jazz como a improvisação e a composição harmónica, com uma abordagem contemporânea no que diz respeito a formas métricas e ambiente musical.

 Durante os espetáculos de música ao vivo, ao 1º consumo, aplica-se uma majoração de 5.00€ (cinco euros) para cada consumidor.

1.10.18

domingo 7 de Outubro


O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, tem o prazer de anunciar que vai apresentar no próximo dia 7 de Outubro, Domingo as 18h30 um espectáculo com:



Durante os espetáculos de música ao vivo, ao 1º consumo, aplica-se uma majoração de 5.00€ (cinco euros) para cada consumidor.

24.9.18

Domingo 30 de setembro


O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, tem o prazer de anunciar que vai apresentar no próximo dia 30 de Setembro, Domingo as 18h30 um espectáculo com:
Miguelo Delgado TRIO

Miguelo Delgado    Guitarra
Pepe Frías             Bajo eléctrico
Manu Gonzalez      Batería

Miguelo Delgado nace en Sevilla en 1980. Comenzó su progresión musical a partir de los once años, al sentir una gran atracción por la guitarra. Discípulo del guitarrista sevillano Fran Mazuelos, del cual recibe su formación y orientación a nivel técnico y creativo, asiste a diferentes talleres y seminarios de jazz impartidos por John Scofield, Philip Catherine,Mike Stern, Bill Frisell, Jordy Rossy, Paul Gill, Peter Bernstein, Miquel Casany, Jim Snidero, Israel Sandoval, Miguel Vargas entre otros... Tras varios años en diferentes agrupaciones musicales, en 2012 decide dar otro paso en su carrera y comienza su proyecto en solitario, sacando “Rimo&Cambio” (2013), “ L U Z ” (2014) y “ L U Z * 2.0 ” (2015) y tocando en diferentes festivales internacionales en México, Cuba, Suiza, Italia, Francia...

Durante os espetáculos de música ao vivo, ao 1º consumo, aplica-se uma majoração de 5.00€ (cinco euros) para cada consumidor.

10.9.18

domingo 16 de setembro


O Cantaloupe Café, nos Mercados de Olhão, tem o prazer de anunciar que vai apresentar no próximo dia 15 de Setembro Domingo as 18h30 , um espetáculo com: JOHANNES KRIEGER´S CHIBANGA GROOVE


Este grupo de Jazz formou-se em 2008 em Lisboa e reúne músicos que partilham uma cumplicidade musical estabelecida nos Tora Tora Big Band.  Em 2008 atuaram na Festa do Cinema Italiano “8 1/2” em Lisboa e no Festival de Jazz “Douro Jazz”; em 2009 nas cidades Lamego, Chaves, Bragança e São João da Pesqueira.  Entre 2010 e 2012 tiveram espetáculos em Lisboa, Évora, Torres Vedras e Sobral de Monte Agraço, no Festival Cidade PreOcupada em Montemor-O-Novo e nos Cineteatros de Sesimbra, Palmela, Carnaxide, Montijo, Abrantes e Amadora. Desde 2013 a banda conta com a participação do korista guineense José Braima Galissa como convidado especial. O grupo identifica o Jazz como uma música alegre, com ritmos fortes, progressivos, muita improvisação e mistura de variados estilos... noutras palavras: o jazz como uma música crioula e mestiça. Chibanga Groove adapta diversas formas de diversos mundos musicais, recompondo-os na estrutura do jazz. Todas as composições são da autoria dos membros do grupo e combinam o Jazz tradicional e contemporâneo com a música africana. O resultado é um jazz multicultural com muitas influências diferentes.

O grupo é composto de: Johannes Krieger – Trompete, Composição Dan Hewson - Piano  Francesco Valente - Contrabaixo  João Rijo – Bateria Convidado especial: José Braima Galissa - Kora
José Braima Galissa (Kora)
 O professor e mestre griot do Kora, instrumento africano de 22 cordas nasceu na Guiné-Bissau em 1964 no seio de uma família de griots da cultura Mandinga e começou a aprender o Kora, em meados de 1970, pela mão do seu pai. Hoje é considerado um dos melhores músicos representantes da cultura Mandinga. Foi responsável e compositor do Ballet Nacional da GuinéBissau e professor de Kora na Escola Nacional de Música José Carlos Schwarz durante 11 anos. Reside em Lisboa desde de 1998, onde desenvolve o projeto Bela Nafa. Ao longo dos últimos anos realizou vários cursos para alunos da Escola Superior de Educação de Lisboa e Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa sobre música, literatura e cultura guineense. Trabalhou com o Teatro São João do Porto e participou em programas de rádio e televisão, nomeadamente na Antena 2, RTP Internacional, Rádio Renascença, RTA (Rádio Televisão de Angola) e RDP África. Participou em concertos realizados por iniciativa da EXPO98, e Porto 2001, e em trabalhos discográficos de João Afonso, Amélia Muje, Herménio Meno, na colectânea "Mon na mon", Blasted Mechanism, Chac, Sara Tavares e outros artistas guineenses.

Johannes Krieger (trompete e composição)
 Johannes Krieger nasceu em 1974 em Freiburg/Alemanha. Estudou trompete e arranjo de jazz em Graz/Áustria e Amsterdam/Holanda e radicou-se em Portugal em 2000. A seguir fundou o conjunto Tora Tora Big Band  e desde então faz parte de vários projetos, entre outros: Tito Paris, André Cabaço, Amélia Muge, Danae & Os Novos Crioulos, Wishful Thinking Quintet, Mo’Francesco Quintetto, Interlúnio, Orquestra Todos, La Macchina Volante e Tumbala. Dirige e compõe para a Reunion Big Jazz Band e é professor na disciplina de trompete jazz na Universidade de Évora.    
 Dan Hewson (piano e teclado)
 Dan Hewson, natural de Londres, estudou música na Universidade de Oxford e trabalhou como intérprete e arranjador com artistas como Stomp, Groove Armada e Allegri Quartet. Trabalhou com Nigel Kennedy, Herb Geller, Incognito and Omar no Royal Festival Hall, Royal Albert Hall, Sydney Opera House e no Rock in Rio. Ele é um dos fundadores de grupo de house Beat Foundation. Esta atualmente a viver em Portugal, é um pianista reconhecido no panorama de jazz Lisboeta. Atua com o Dan Hewson Trio, Tora Tora Big Band, Reunion Big Jazz Band, Ricardo Pinto Sintra Project, Orquestra Todos, Black Mamba e Selma Uamusse.


Francesco Valente (contrabaixo)
 Nasceu em 1973 em Itália e vive desde 1997 em Lisboa. Mestrado em Etnomusicologia em 2014 na Universidade Nova de Lisboa, tendo como orientadores de dissertação Salwa Castelo Branco e Carlos Sandroni.  Fundou o Mo´Francesco Quintetto em 2011 e está a trabalhar principalmente na área do jazz e da música Afro-latina com os seguintes grupos: Terrakota, Tora Tora Big Band, Orquestra Todos, Anonima Nuvolari, Aline Frazão, Luis Vicente Trio, Ricardo Pinto Quinteto e La Macchina Volante.

João Rijo (Bateria)
 Nasceu em 1977 e começa a tocar bateria aos 16 anos em bandas de punk rock. Em 1996 frequentou a Oficina do Jazz, orientado por Zé Eduardo e as aulas de bateria na Associação Filarmónica de Faro. Em 2005 termina os estudos na escola do Hot club, onde teve como professores de bateria, Bruno Pedroso e André S. Machado. Em 2012 licenciou-se em música na Escola Superior de Música de Lisboa.   Representou a escola do Hot Club no encontro anual da IASJ (Associação Internacional de Estudantes de Jazz), em Freiburg, na Alemanha em 2004 e na Festa do jazz do Teatro São Luíz, Lisboa, em Abril de 2005. 2007 participa na primeira digressão da European Movement Orquestra tocando na Alemanha, Croácia e Eslovénia. Atualmente integra os Tora Tora Big Band e o grupo da cantora Luisa Sobral
Durante os espectáculos de música ao vivo, ao 1º consumo, aplica-se uma majoração de 5.00€ (cinco euros) para cada consumidor.